Facebook       Twitter

Projeto dá nova cara para casas do DER

0

O projeto elaborado pelo governo do Estado de São Paulo, Viver Melhor, tem dado cara nova às casas que formam o núcleo do DER e que fica às margens da Via Anchieta, em São Bernardo.

A iniciativa, que visa reformar as residências dos moradores do local, repaginou às fachadas das casas, que receberam novas cores dos mais diversos tons e que chama a atenção de quem passa pelo bairro e até mesmo de quem transita apressado, de carro, pela Rodovia Anchieta.

A alegria não se encontra só nas cores, mas também nos sorrisos e nos olhares dos moradores do núcleo, que testemunham, de perto, as reformas que visam melhorar a qualidade de vida dos munícipes. É o caso da empregada doméstica Aparecida Lúcia Furlan, 64 anos, que vive no núcleo DER há pouco mais de dez anos, quando comprou a casa. A mulher, que vive em uma das ruas internas do bairro afirmou que o projeto do governo do Estado vai colocar pisos novos em sua sala e em sua cozinha e que as intervenções poderão durar mais de um mês.

“Confesso que não teria dinheiro para fazer esse tipo de reforma. Nem em 20 anos. Hoje (ontem) eles estão terminando de colocar o piso na sala e na cozinha. Também já arrumaram uma infiltração e a minha caixa-d’água”, declarou a moradora. Aparecida foi a única a escolher a cor branca para pintar a fachada da casa. “Já combina com meus móveis, que são todos brancos.”

Conforme o secretário executivo de Habitação do Estado de São Paulo, Fernando Marangoni (DEM), “mais de 100 habitações que ficam no DER deverão ter as reformas concluídas até o fim do mês”. Somente em São Bernardo, o projeto Viver Melhor recebeu R$ 10 milhões para as intervenções no núcleo.

Em agosto, a Secretaria de Habitação anunciou reforma de outros 400 imóveis em Santo André, no núcleo ABB (antiga Associação Banco do Brasil), no Jardim Santo André, com investimento previsto de R$ 8 milhões. As intervenções estão prestes a ter início.

O projeto Viver Melhor também deverá atingir outras cidades da Região Metropolitana, assim como na Baixada Santista. Os reparos nas residências são avaliados por técnicos da Secretaria de Habitação e o orçamento de cada casa não pode passar de R$ 15 mil. “O vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB) autorizou mais de R$ 200 milhões em obras do Viver Melhor na próxima etapa, então deveremos ter mais obras pelo Grande ABC e em todo o Estado”, afirmou Marangoni.

Fonte: Diário do Grande ABC

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com