Facebook       Twitter

Programa Viver Melhor, executado pela CDHU, tem visita a obras promovida pela Secretaria de Estado da Habitação SP

0

Estão sendo reformados 323 domicílios considerados inadequados

Visita às obras de recuperação interna e externa de 323 domicílios inadequados, localizados no assentamento precário Mulford, em Diadema, foi promovida pela Secretaria de Estado da Habitação nesta quarta-feira, 14 de dezembro, às 10h30. Por meio do Programa Viver Melhor, estão sendo investidos R$ 5,4 milhões neste núcleo habitacional. Participou da visita técnica o secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary.

O Viver Melhor é executado pela CDHU que promove, sem custo para as famílias, a recuperação completa de domicílios em inadequação habitacional em assentamentos precários situados em áreas regularizadas ou passíveis de regularização, exceto locais de risco e de proteção ambiental e foi criado em 2021, durante a pandemia. Com investimentos totais de R$ 350 milhões, a meta é reformar nesta primeira etapa 17,5 mil domicílios.

O Viver Melhor tem por objetivo aprimorar as condições de habitabilidade, salubridade, acessibilidade para famílias com renda de até cinco salários mínimos que residam em domicílios considerados inadequados com recursos da agência de fomento Casa Paulista.

A colocação de piso, revestimento, instalação de esquadrias, impermeabilização, restauração de telhados, reparos de drenagem, instalações elétricas e hidráulicas, conexão com rede de água e esgoto, melhorias em acessos e áreas comuns do núcleo habitacional, são abrangidos pelos serviços executados pela CDHU, entre outros. Projetada para revitalizar a paisagem local, as fachadas das casas também são recuperadas e ganham pintura colorida.

Vistoria no local para avaliar a moradia e suas necessidades, coleta da assinatura do morador no termo de adesão e execução das obras de melhoria são as três etapas que consistem o trabalho desenvolvido pela CDHU.

Fonte: ABC do ABC

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com