Facebook       Twitter

Governador do DF anuncia construção de novo setor habitacional

0

O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), lançou na manhã desta quinta-feira (5/5), empreendimento social que vai oferecer 1,5 mil lotes, as obras de infraestrutura desse novo setor habitacional chamado Tamanduá ficam no Recanto das Emas.

O governo vai fazer a realocação de famílias em situação de vulnerabilidade social da antiga Favelinha e do Bananal. Começará, a obra de habitação, nas quadras 7 e 8 da região administrativa, sendo que o empreendimento terá novas etapas em outras quadras.

Pontuou Ibaneis: “Nós estamos realizando o sonho de diversas famílias, com a criação do Tamanduá. Nós pegamos um grupo de assentados, que foram enganados no governo passado, com documentos totalmente falsos. Estamos trazendo, agora, urbanização para essa área de modo a assentar aqui em torno de 1,5 mil famílias”.

“Essa é a nossa filosofia de governo. Não só com a parte da regularização, mas também criando novos espaços para moradia dentro do DF. Nós temos aqui no DF um déficit muito grande de habitações. E nós queremos trabalhar para acabar com esse déficit ou pelo menos diminuí-lo ao máximo”, afirmou o governador, destacando que parte das famílias contempladas vive em um galpão, mas em breve terá acesso gratuito a lotes regularizados. 

A transferência dos moradores da Favelinha e do Bananal vai começar tão logo as obras sejam concluídas, de acordo com João Monteiro, presidente da Codhab. Nessa primeira etapa, serão oferecidos 198 lotes, são duas áreas com 178 famílias, mas o governo abriu a possibilidade de inclusão de outros pontos do DF. 

Explicou Monteiro: “Nós ainda temos algumas áreas (no Recanto das Emas) que poderão ser utilizadas, pois são definidas como zonas de interesse social”. A criação de outros dois projetos habitacionais para, aproximadamente, 25 mil famílias, na Vargem da Benção e no Parque das Bênçãos, foi publicada pela Codhab, nesta quarta-feira (4/5), no Diário Oficial do DF.

Explicou o presidente da Terracap, Izidio Santos: “A gente vai fazer toda a parte de drenagem e pavimentação. E, junto a isso, tem obra da Caesb, fazendo a rede de água” e destacou que serão investidos R$ 12 milhões em obras, as famílias contempladas vivem com menos de um salário mínimo; por isso, serão contempladas gratuitamente. A previsão de entrega inicial é de 10 meses de trabalhos.

Para o deputado distrital Rafael Prudente (MDB), presidente da Câmara Legislativa (CLDF), há mais de 20 anos os moradores da Favelinha batalham para ter dignidade.

Fonte: Metrópoles

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com