Facebook       Twitter

Dois bairros da Capital de Campo Grande terão 133 terrenos sorteados, inscrições foram abertas pela Prefeitura

0

Não poderão participar interessados que já participam de benefícios; confira as regras

Nesta semana, mais dois editais de sorteios para inscrição aos interessados em adquirir lotes na Capital foram lançados pela Prefeitura de Campo Grande. O sorteio está programado para o dia 27 de agosto durante a 7ª edição do Habita Campo Grande, sendo 117 lotes no Portal Caiobá (Villagio Vitória), e mais 16 unidades no Residencial Gabura, localizado na Região Urbana do Segredo. As inscrições para os lotes no Caiobá podem ser feitas no endereço www.campogrande.ms.gov.br/amhasf até o dia 5 de agosto. 

Localizado na região do Bairro Rita Vieira está o Residencial Gaburah, as inscrições para os lotes também podem ser feitas pela Amhasf Digital até o dia 8 de agosto. Ainda com local e horário a definir, o sorteio desses lotes acontece no dia 26 de agosto. Com o objetivo de estimular o desenvolvimento da economia local, os imóveis pertencentes a este edital, deverão obrigatoriamente serem utilizados para uso misto, com a finalidade de moradia e uso comercial.

Variam entre 200 m² e 296 m² os 117 lotes a serem sorteados no Caiobá, sendo avaliados entre R$ 39 a R$ 57 mil e entre 207 e 383 metros quadrados, avaliados entre R$ 99 mil a R$ 187 mil, estão os 16 lotes do Residencial Gabura.

Quem for sorteado deverá construir e iniciar moradia no local em no máximo 12 meses após a data de assinatura do contrato de financiamento do lote e não poderá vender o lote no prazo de 5 anos contados da data de assinatura do contrato. A construção de barracos com utilização de material reciclado ou outros que venham gerar riscos para a população, é proibida.

Financiados pela Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários, os terrenos do Caiobá poderão ser pagos em 300 meses (30 anos). À época da assinatura do contrato, as prestações não poderão ser inferiores a 10% do salário mínimo vigente.

Para famílias com renda mensal entre 2 e 4 salários mínimos, os lotes do Residencial Gabura poderão ser pagos em 300 meses (30 anos) financiados pela Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários. À época da assinatura do contrato, as prestações não poderão ser inferiores a 20% do salário mínimo vigente.

Fica proibida a participação de interessados que não sejam brasileiros natos ou naturalizados; tenham renda mensal acima de 3 (três) salários mínimos; Já tem ou tiveram imóveis financiados pelo FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) ou em condições equivalentes ao Sistema Financeiro de Habitação (SFH), em qualquer localidade do Brasil, de acordo com a Política de Habitação de Interesse Social de Campo Grande (Polhis).

Quem já foi beneficiado em programas habitacionais de interesse social, com registro no Cadastro Nacional de Mutuários (CADMUT); estão na condição de invasores de áreas públicas, ou mesmo tenham ocupado área pública no período de 2 anos antes da data dos sorteios, também ficam impedidos.

A Amhasf que vai atender ao público de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 17h, sem intervalo para o almoço e os interessados devem se cadastrar ou atualizar os seus dados no site da agência ou dirigindo-se a mesma.

Consulte os editais abaixo para mais informações:

Lotes no Caiobá – https://diogrande.campogrande.ms.gov.br/download_edicao/eyJjb2RpZ29kaWEiOiI4MjE0In0%3D.pdf

Lotes no Residencial Gabura – https://diogrande.campogrande.ms.gov.br/download_edicao/eyJjb2RpZ29kaWEiOiI4MjE2In0%3D.pdf

Fonte: Jornal A Crítica de Campo Grande – Link: https://www.acritica.net/

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com