Facebook       Twitter

Cohab de Londrina apresenta projeto de moradias sustentáveis em Berlim

0

Congresso alemão visou a troca de experiências entre governos locais e internacionais; Cohab-LD apresentou o projeto piloto de moradia social com uso de energias renováveis e eficiência energética

O presidente da Companhia de Habitação de Londrina (Cohab-Ld), Luiz Cândido de Oliveira, representou o município no 15º Congresso Nacional da Política de Desenvolvimento Urbano, que aconteceu de 14 a 17 de setembro em Berlim, na Alemanha. O evento apresentou os desafios das cidades contemporâneas, buscando formar uma plataforma internacional de debates e de trocas de experiências nos temas urbanos.

Na oportunidade, Oliveira teve acesso às ações bem-sucedidas que estão sendo realizadas no mundo na área de habitação, pôde fazer visitas técnicas aos empreendimentos habitacionais de interesse social,  analisar os projetos de mobilidade urbana existentes e participar de reuniões sobre mudanças climáticas na sede do Ministério da Economia e do Clima.

Conforme o presidente da Cohab-Ld, isso é importante, porque tanto na Alemanha quanto no Brasil, a execução de políticas públicas no nível local é competência dos municípios, por isso, o congresso trouxe a discussão sobre os programas e as ferramentas de apoio do governo federal para os governos municipais.

“Essa visita a Berlim, a convite do Governo Alemão, nos trouxe uma realidade muito diferente do que nos vivemos aqui no Brasil. Ela mostra a resiliência e a reconstrução do espaço urbano, ou seja, Berlim depois da devastação da guerra está sendo reconstruída visando uma melhor qualidade de vida para seus cidadãos. Neste aspecto, existe a valorização da mobilidade urbana, a valorização da relação humana com o meio ambiente, com a integração social e a criação de espaços e áreas de convivência entre as famílias que moram no entorno dos empreendimentos habitacionais de interesse social. Trouxemos uma bagagem de conhecimento importantíssima, que poderá nos ajudar na elaboração de novas propostas habitacionais para Londrina e o Brasil”, contou o presidente da Cohab-Ld.

Além desses debates, Oliveira também pôde apresentar o projeto piloto “Eficiência Energética para o Desenvolvimento Urbano Sustentável: Foco Habitação Social” (EEDUS), que está em andamento em Londrina. A iniciativa visa melhorar a qualidade da moradia social no Brasil, levando em consideração a diversificação e aplicabilidade de boas práticas, a sustentabilidade e a eficiência energética, a fim de dar conforto aos moradores ao mesmo tempo em que baixa o consumo energético das residências através do melhor aproveitamento do sol, da água da chuva, da ventilação natural, e do uso de fontes de energia renováveis.

Esse projeto ganhou um concurso nacional e está sendo implantado em Londrina de forma pioneira. Em um terreno localizado na Rua João Marquês da Silva, próximo à Rua Maria Inês Leonel Oliveira, no bairro Jardim São Jorge, no Contorno Norte de Londrina, estão sendo construídas 152 unidades residenciais baseadas nessas ideais. O projeto é uma cooperação bilateral entre o Brasil e a Alemanha, através do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) da Secretaria Nacional de Habitação (SNH) com a Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ). Além de Londrina, o protótipo será executado em Olinda (PE) e Campo Grande (MS) e, se tudo der certo, ele deve ser implantado pelo Governo Federal, por meio do Programa Casa Verde e Amarela.

Sobre o congresso – O 15º Congresso Nacional da Política de Desenvolvimento Urbano foi realizado pelo Governo da Alemanha, por meio do Ministério Federal da Habitação, do Desenvolvimento Urbano e da Construção (BMWSB) e contou com a presença de uma delegação brasileira formada por membros da Agência Alemã de Cooperação Internacional Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), representantes da Frente Nacional de Prefeitos e das Prefeituras do Rio de Janeiro (RJ), de Niterói (RJ), de Salvador (BA) e de Naviraí (MS).

Ele teve como temática central “Moldar a Transformação para a Resiliência Urbana” e, para tratar sobre esse assunto, de forma transversal, foram convidadas autoridades nacionais e internacionais que debateram habitação, mobilidade urbana, gestão de resíduos sólidos e gestão de espaços públicos e outras experiências que estão sendo colocadas em prática e estudadas no mundo todo.

Fonte: Blog.Londrina

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com