Facebook       Twitter

Setor imobiliário espera manutenção do Minha Casa, Minha Vida

0

O vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Ronaldo Cury, afirmou hoje que o setor espera a continuidade do programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida” independentemente de quem será o vencedor da disputa ao cargo de presidente da República. Cury participa do evento Prêmio Master Imobiliário, nesta quarta-feira (29), em São Paulo.

A CBIC e a Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) já conversaram com todos os candidatos a presidente. Cury disse que pode haver alguns ajustes no programa, mas nada relevante.

O setor solicitou a todos os candidatos que, se eleitos, mantenham a “mesa” de discussão formada pela Casa Civil, pelos ministérios da Fazenda, do Planejamento e das Cidades, pela Caixa Econômica Federal, pelo Banco do Brasil, pela CBIC e pela Abrainc.

Por outro lado, o setor se preocupa, de acordo com o vice-presidente da CBIC, com possíveis novas destinações dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) , além de habitação e infraestrutura. “No Congresso, há 468 projetos de lei para uso do FGTS”, disse Cury.

O fundador da Cyrela e presidente do conselho de administração da companhia, Elie Horn, que também participa da premiação, preferiu não fazer nenhum comentário sobre posíveis preocupaçôes do setor em relação às eleições. “Aprendi a não falar sobre política”, disse Horn. Questionado sobre o mercado imobiliário, o empresário disse que tem havido melhora em São Paulo.

Fonte: Valor Econômico 

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com