Facebook       Twitter

Postos de assistência técnica aprimoram política habitacional

0

Atual gestão da Codhab está focada em desburocratizar processos para simplificar a vida de quem precisa de moradia popular

Moradora da Estrutural, Maria Costa (à dir.) recebeu um dos primeiros atendimentos do novo posto | Foto: Renato Araújo / Agência Brasília

Moradora da Estrutural, Maria Costa (à dir.) recebeu um dos primeiros atendimentos do novo posto | Foto: Renato Araújo / Agência Brasília

Criados para reduzir filas com a descentralização do atendimento da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF), já são 12 o número de postos de assistência técnica vinculados à instituição (veja a lista ao final desta reportagem). Lá, a população pode obter desde um simples esclarecimento de dúvidas quanto à política de moradias até a inscrição para programas, como o Morar Bem, além de receber informações sobre a regularização de sua casa.

O Posto de Assistência Técnica da Cidade Estrutural, por exemplo, está de endereço novo. A mudança se deu justamente para seguir a filosofia da atual gestão da Codhab, que é a de simplificar a vida de quem precisa de moradia popular. A estrutura de atendimento agora funciona no centro da região administrativa. Antes, estava fixada no setor chamado Santa Luzia, mais distante.

A mudança de casa foi aprovada pela dona Maria Costa Araújo, 65 anos. Moradora da Quadra 1 da Estrutural, ela foi uma das primeiras pessoas atendidas no novo posto da Codhab. Maria foi pegar informações sobre o protocolo de entrada na escritura de sua casa. “Aqui é melhor porque é mais bem localizado que o endereço anterior”, comparou.

“Temos uma missão muito grande de reduzir esse déficit de moradias e regularizá-las” Wellington Luiz, diretor-presidente da Codhab

O posto de assistência, aliás, será fundamental para esse processo de regularização fundiária na Estrutural. A Codhab dará início à habilitação dos moradores da cidade com o intuito de promover a titulação de imóveis. Os primeiros a receber a notificação foram os moradores do Setor Leste. Eles terão o prazo de 30 dias para providenciar a documentação solicitada, de acordo com a data que constará na carta convocatória. O horário de atendimento é de 8h45 às 12h e das 13h45 às 17h, de segunda a sexta-feira.

Estruturas de atendimento são voltadas para a desburocratização de processos | Foto: Renato Araújo / Agência Brasília

Estruturas de atendimento são voltadas para a desburocratização de processos | Foto: Renato Araújo / Agência Brasília

Além de contar com a estrutura de um atendimento na sede da Codhab, que fica no Setor Comercial Sul, com atendentes conectados à rede da companhia, o posto da Estrutural também possuirá um outro módulo, com atendimento de engenheiro, arquiteto e de assistente social. Eles, por exemplo, podem orientar os mutuários na reforma de suas casas. Nesse caso, o espaço do posto é utilizado como uma sala de reunião.

A oferta desses serviços, aliás, é determinada pela Lei nº 11.888, de 2008, e a Codhab tem sido referência na aplicação dela. “A gente leva conscientização sobre a importância do arquiteto e do engenheiro dentro da construção. Considerando que a moradia tem uma função social, quando ela nasce com problemas de insalubridades e de segurança gera outros problemas que estão correlacionados com a família, desde doenças específicas até o próprio adoecimento”, explica a arquiteta e urbanista da companhia Sandra Marinho.

Há um ano no cargo de diretor-presidente da Codhab, Wellington Luiz diz que a gestão do governador Ibaneis Rocha está trazendo uma nova concepção de governo, que é a de atender melhor ainda a população, reduzindo a distância “entre o governo e o povo”. Um dos bons exemplos é esse atendimento descentralizado feito nos 12 postos de assistência técnica.

O próprio Wellington faz questão de frisar que foi criado em uma família pobre que se beneficiou desse tipo de programa, em realizações de governos anteriores. O gestor sabe a importância disso para a população carente e, afirma, agora tem condição de retribuir.

“Temos uma missão muito grande de reduzir esse déficit de moradias e regularizar essas moradias. Esse trabalho já vem de um longo tempo. Esquecemos as questões políticas e tivemos o cuidado de não fazer mexidas estruturais. O pessoal que ficou é técnico e muito qualificado, como Sandra Marinho e Mauro da Rocha [diretor de Assistência Técnica]”, ressalta o diretor-presidente da Codhab.

Serviço:

Postos de Assistência Técnica funcionam das 9h às 12h e das 13h às 17h

Brazlândia: Entrequadra 37/47, Área Especial, Galpão da Feirinha, Vila São José – Brazlândia/DF

Estrutural: Feira Permenente da Estrutural – Atrás da Administração Regional

Pôr do Sol (Ceilândia): SHPS, Qd 401 Conjunto A – Ceilândia/DF (Ponto de Referência: Supermercado Leão)

Sol Nascente Trecho 2: ao lado da UPA de Ceilândia

Sol Nascente Trecho 3 e QNR: Sol Nascente Chácara 81 Conjunto A (ao lado do posto policial, descida da Praça da Bíblia)

Samambaia: Primavera, na QSC 19 Chácara 26 Conjunto A

São Sebastião: Avenida São Sebastião, Praça do Residencial Vitória. Referência: Entrada Principal do Residencial Vitória – São Sebastião/DF e próximo ao balão do Morro da Cruz

Planaltina: Feira Permanente de Planaltina

Sobradinho: Nova Colina, no Condomínio Bela Vista Serrana Quadra 9

Itapoã: Administração Regional do Itapoã – Quadra 318 Conjunto A e B – Del Lago

Santa Maria: Porto Rico e na 1ª Etapa Quadra A Próximo à Rotatória

Recanto das Emas: Quadra 300 – Administração Regional do Recanto das Emas

Fonte: Agência Brasília

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com