Facebook       Twitter

Ministro explica criação de GT sobre Seguro de Obras

0

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, explicou nesta terça-feira (19), o funcionamento de um Grupo de Trabalho voltado à discussão da viabilidade de implementação do seguro de obras do Ministério das Cidades.

A medida permitirá que as obras sejam entregues no prazo, como o Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV).

“Dentro de 60 a 90 dias, iremos iniciar a elaboração de um plano, para que o Seguro possa ser implementado em 2018”, afirmou Bruno Araújo, no Rio de Janeiro, onde participou da 8ª Conferência Brasileira de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização  (Conseguro).

De acordo com o ministro, a medida trará vantagens às empresas, como o cumprimento do cronograma dentro do prazo estipulado, a qualidade do empreendimento e a proteção contra riscos de engenharia. “A ideia principal é que a seguradora fizesse o monitoramento da obra, fiscalizando a qualidade”, reiterou.

No evento, Bruno Araújo abordou as principais ações da pasta nas áreas da habitação, desenvolvimento urbano e mobilidade.

“Hoje, com o Minha Casa, Minha Vida, atendemos quem precisa de um lugar para morar. Com o Cartão Reforma, chegamos a quem possui uma casa, mas precisa de um incentivo para melhorar as condições da moradia, seja construindo um cômodo, melhorando o telhado, rebocando uma parede. E com a aprovação da Lei 13.465/2017, que tratou da regularização fundiária, chegamos a quem tem sua residência, mas não tinha ainda a sua escritura”, destacou.

Ele reafirmou ainda a meta de contratação de 610 mil unidades habitacionais do MCMV sendo 170 mil na modalidade Faixa 1, para famílias com renda mensal de R$ 1,8 mil. “Retomamos 40 mil unidades, e hoje trabalhamos para cumprir a meta estabelecida no início de 2017. Nos orgulhamos de não termos nenhum empreendimento com pagamento atrasado”, concluiu.

Fonte: Ministério das Cidades

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com