Facebook       Twitter

Lançamento oficial do Credihabita marca cumprimento de todas as metas para habitação de interesse social

0

A Prefeitura ainda fez a entrega de certidões de regularização fundiária, que beneficiou 74 famílias da Capital

Foto: Divulgação/ A Crítica

Foto: Divulgação/ A Crítica

Último evento aberto ao público de 2019, o Habita Campo Grande – Edição Especial de Natal, promovido pela Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (AMHASF) encerrou, no último sábado (14), o ano com muita emoção para as famílias que aguardavam há anos a possibilidade de ter acesso a regularização de seus imóveis e ao cartão do Credihabita, nova linha de crédito para compra de materiais de construção, contratação de assistência técnica especializada e pagamento das custas de documentação edilícia de moradias da Capital.

Com a implantação deste programa, o diretor-presidente da AMHASF, Enéas Netto, confirmou, durante a solenidade, que todos os compromissos firmados para a melhoria da habitação de interesse social, foram cumpridos com êxito um ano antes do encerramento da atual gestão.

“A última meta, que agora foi cumprida, foi a viabilização do Credihabita, que já está à disposição da população, de acordo com os recursos disponíveis mediante a arrecadação da Agência. Este cartão do Credihabita vem para disponibilizar um crédito social de até 30 mil reais para construção, reforma e ampliação de moradias e não será averiguada a restrição junto aos órgãos de proteção ao crédito, mas sim o potencial de pagamento do cidadão” explicou.

Enéas Netto ainda corroborou que a atuação da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários foi significativamente ampliada em todas as frentes de trabalho da habitação de interesse social. “Isso mostra que nós não estamos apenas entregando casas ou somente realizando a regularização fundiária, mas também atendendo aquelas pessoas que não têm a moradia como elas gostariam de ter, porque não tinham acesso a um crédito. O trabalho de recuperação da situação financeira em que a Agência se encontrava, no início da gestão, propiciou a entrega de mais um benefício para a população de Campo Grande”, enfatizou.

A secretária de Estado de Habitação, Maria do Carmo Avesani, ressaltou a importância da viabilização do Credihabita para a população. “Hoje é um dia muito especial porque a Prefeitura teve a coragem de enfrentar a questão da inadequação habitacional, o que é extremamente difícil, mas necessária. Grande parte do déficit habitacional se dá justamente pela inadequação do domicílio, que precisa de uma melhoria, de um banheiro, de um reboco e Marquinhos Trad, por intermédio do seu diretor-presidente, Enéas Netto, está de parabéns por tomar esta iniciativa que vai beneficiar muitas famílias”.

Regularização fundiária: um instrumento de dignidade

Na ocasião, 74 famílias de Campo Grande foram beneficiadas com a Certidão de Regularização Fundiária, o que confere a segurança jurídica e a dignidade àqueles que residiam em moradias subnormais, de maneira irregular, e que não possuíam a devida documentação que comprovasse a posse legal de suas moradias.

Ao ouvir as palavras do prefeito Marquinhos Trad, muitos beneficiários não contiveram as lágrimas, já que aguardavam há anos a oportunidade de regularizar seus imóveis. “Hoje vocês têm a escritura em mãos. Vocês poderão chegar em casa, olhar para seus filhos e dizer: não deixo ouro e prata, mas aquilo que eu tenho irei deixar. Ela está aqui: a casa que seu pai e sua mãe pagaram lavando roupas, vendendo produtos, limpando armários, arrumando casas, fazendo diárias, com as mãos cheias de calos, mas de maneira honesta e decente”.

Sonho realizado

Suelen Ferreira Gomes, 37 anos, moradora do José Teruel Filho, é mãe de duas pequenas meninas, uma de 6 e outra de 8 anos. Ela trabalha em casas de família o dia todo e sua mãe, já idosa, fica em casa para cuidar das crianças. A trabalhadora teve acesso ao Credihabita depois que soube do novo programa da AMHASF em um panfleto deixado em sua caixa de correspondência. “Eu estava trabalhando, e quando cheguei em casa eu vi o informativo. Sentei e li tudo o que precisava. Organizei toda a lista de documentos necessários e fui até a Agência. Deu certo! É um sonho realizado. Vou poder reformar a minha casa que está precisando muito. Esse cartão chegou numa boa hora, no momento certo. Foi uma bênção para mim”, disse, emocionada.

Já o casal Arquimedes Queiroz Júnior, 30 anos, e Lucilene de Souza Santos, 24 anos, estavam muito contentes por conquistar a Certidão de Regularização Fundiária. Eles são pais de três filhos pequenos (de 7, 3 e dois aninhos) e moram no Parque do Sol há cerca de 4 anos. Para Lucilene, a sensação de assegurar a moradia para seus filhos é indescritível. “Fico contente e aliviada de saber que vamos poder deixar a casa para as crianças, no futuro. Quando se tem filhos, tudo o que temos e conquistamos é para eles. O sentimento é de gratidão”.

EMHA agora é AMHASF

O novo nome da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (AMHASF) também foi oficializado durante o Habita Campo Grande – Edição Especial de Natal, com toda a equipe uniformizada a fim de divulgar a nova sigla à população.

Fonte: Jornal A Crítica

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com