Facebook       Twitter

Feirão da Emha oferece subsídio para financiamento de 2.441 imóveis

0

Através de parcerias com construtoras e imobiliárias, o público terá à sua disposição, 2.441 imóveis em diversas localidades da Capital, para financiamento via Faixa 1,5

Além do sorteio dos lotes, que instituiu a sua obrigatoriedade em local público, haverá também o sorteio de subsídios de 100 pacotes no valor individual de 6 mil reais. Foto: Divulgação

Além do sorteio dos lotes, que instituiu a sua obrigatoriedade em local público, haverá também o sorteio de subsídios de 100 pacotes no valor individual de 6 mil reais. Foto: Divulgação

O sonho da casa própria nunca esteve tão acessível quanto agora. O Feirão Habita Campo Grande,  iniciativa inédita  da Prefeitura, contemplará a população com diversas soluções da área de habitação de interesse social. Coordenado pela Agência Municipal de Habitação (Emha), o feirão estará aberto ao público de quinta (23) até sábado (25), das 10 horas às 22 horas, no Shopping Norte Sul Plaza.

Através de parcerias com construtoras e imobiliárias, o público terá à sua disposição, 2.441 imóveis em diversas localidades da Capital, para financiamento via Faixa 1,5. Durante o evento, o cidadão poderá tirar as suas dúvidas sobre cadastro, regularização de dívidas e titularidade de imóveis pertencentes à carteira imobiliária da Emha, se habilitar ao sorteio dos subsídios e ainda buscar, entre os parceiros, o melhor custo/benefício para a aquisição da casa própria.

“Hoje, estamos aqui concretizando mais uma ação que propusemos no nosso plano de governo. Em menos de dois anos de gestão, estamos aqui concretizando. Aquilo que foi prometido, hoje é realidade. Poder olhar nos olhos das pessoas e ver esperança, oportunidades sendo geradas, pessoas com mudança de realidade, porque o município agora a gestão está mudando realidade todo dia. Esta feira é prova disso”, declarou a vice-prefeita, Adriane Lopes.

De acordo com o diretor de administração e finanças da Emha, Cláudio Marques Costa Júnior, trata-se de uma oportunidade única, o que aproxima as pessoas ainda mais do Executivo Municipal. “Desde o início da nossa gestão, nossa postura é aberta, transparente e operativa quanto à apresentação de soluções no segmento da habitação de interesse social. Nosso intuito é colocar à disposição alternativas que, muitas vezes, as pessoas que pagam aluguel ou coabitam com parentes ou amigos, nem imaginavam ser possível. Oferecemos as oportunidades, basta que o cidadão também seja proativo e agarre essa chance. Nosso atendimento estará à disposição do público”, comunicou.

Oportunidade

No sábado (25), a partir das 18 horas,  54 lotes e 100 subsídios serão sorteados publicamente no estande de apresentação que estará localizado no Shopping Norte Sul Plaza.

Entre as diversas facilidades na área da habitação de interesse social, estarão à disposição dos inscritos habilitados ao sorteio, 54 lotes, no valor médio de R$ 40 mil cada, para que a pessoa possa construir sua moradia. De acordo com o diretor-presidente da Emha, Enéas Netto, trata-se de uma solução rápida e eficaz no que tange ao atendimento de famílias que aguardam essa oportunidade há muito tempo.

“Nos últimos 4 anos, nossa Capital ficou sem contratar nenhum residencial junto ao Ministério das Cidades. Mas quando assumimos o compromisso de transformar essa realidade, já começamos desde o ano passado com a apresentação de projetos habitacionais que, de pronto, foram aprovados pelo Governo Federal. Enquanto as cerca de 2 mil novas moradias sociais estão em fase de início de obras, com previsão de término para daqui a 2 anos, optamos por soluções diferenciadas, para que haja atendimento, independente da finalização destas novas unidades habitacionais”, explicou o titular da pasta.

Amplamente divulgada na Capital, a habilitação para os lotes de interesse social, com 200 metros quadrados cada, aconteceu através do atendimento ao público na sede da Emha e também pelo site da Agência. As inscrições foram encerradas nesta semana.

Subsídios

Além do sorteio dos lotes, que será possível mediante a Lei Complementar n. 299 de 29 de maio de 2017, que instituiu a sua obrigatoriedade em local público, haverá também o sorteio de subsídios de 100 pacotes no valor individual de 6 mil reais para aqueles que se encontram na Faixa 1,5 do Programa Minha Casa Minha Vida.

Considerada uma faixa intermediária entre o Faixa 1 (renda familiar de até 1.800 reais mensais) – público exclusivamente atendido pela Emha – e o Faixa 2 (renda familiar a partir de 3.600 mil reais mensais) que é o financiamento tradicional via Caixa Econômica Federal, as pessoas sorteadas que se enquadarem neste contexto terão a oportunidade de financiar seus imóveis com o aporte do recurso de 6 mil reais para dar de entrada na compra da sua casa própria.

“A Emha auxiliará as famílias que se encontram nessa faixa de renda, já que ultrapassam a renda familiar para cadastro em moradia de interesse social, que é de até 1.800 reais mensais, e não tinham condições de comprar uma casa através

de um financiamento tradicional, por não possuírem a renda e/ou valor da entrada. Nós ajudaremos na concessão desse subsídio por intermédio do sorteio. Dessa maneira, estamos ampliando nosso atendimento e nossa zona de atuação para que mais famílias sejam contempladas com o sonho da casa própria, o que também contribui para a diminuição do déficit habitacional”, ressaltou Enéas Netto.

Para que as famílias possam pleitear a oportunidade de receber o subsídio através do sorteio, basta ir ao Feirão Habita Campo Grande, munida com os documentos pessoais, para fazer a sua inscrição. Cabe ressaltar que, neste caso, a pessoa não pode estar inscrita em órgãos de proteção ao crédito.

Premiação para Estudantes de Arquitetura e Urbanismo

O vencedor do 1º Prêmio Para Estudantes de Arquitetura e Urbanismo – Campo Grande Bem Melhor – voltado para para Estudantes de Arquitetura e Urbanismo será anunciado nesta quinta-feira.

Os 11 projetos apresentados junto à Agência foram analisados por uma comissão.  Participaram da análise: Gabriel Gonçalves, diretor de Habitação e Programas Urbanos da Emha, Melina Boss Romero, vice-presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de MS (CAU/MS), Ângela Cristina Santos, representante do Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas de MS (Sindarq/MS), Rafael dos Santos Nascimento, representante do Sistema Integrado de Economia Solidária (Conssol), Élbia Albuquerque, representante do Movimento Nacional de Luta por Moradia (MNLPM/MS) e Neila Jane Viana, da Central de Projetos da Segov – Prefeitura Municipal de Campo Grande.

O prêmio busca estimular os acadêmicos para que já estejam inseridos no contexto das problemáticas da habitação de interesse social e, através da premiação, possam desenvolver projetos inovadores para o setor, vislumbrando a formação acadêmica e humanizada quanto ao assunto abordado. O prêmio para o melhor projeto será de R$ 1.5 mil.

“Estamos mostrando, através de muito trabalho, que a nossa atuação segue nas mais diversas searas da habitação de interesse social. Isso só é possível porque contamos com uma equipe de servidores altamente empenhados e capacitados em fazer a diferença e história, para que cada vez mais, o direito a uma moradia digna seja de fato exercido em nossa Capital”, finalizou o diretor-presidente da Emha, Enéas Netto.

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com