Facebook       Twitter

Famílias sem-teto cobram por habitação no Recife

0

Cerca de 80 pessoas ligadas à Ocupação Solange Souza foram até a sede da Prefeitura do Recife nesta manhã de quarta-feira para cobrar por mais agilidade no repasse de moradia. O grupo foi o mesmo que ocupou no último dia 12 de janeiro o Residencial Vila Brasil 1, no bairro de Joana Bezerra, cujas obras estão paradas desde agosto 2014. Fora do cadastro da Secretaria de Habitação da Prefeitura do Recife, eles protestam contra o atraso e os custos das obras e reclamam da falta de atenção do município.

“O residencial estava se acabando, abandonado, ficando depredado e gente precisando de lugar para morar. Um recurso mau utilizado, uma obra que custou milhões”, alegou o coordenador geral do Movimento Revolucionário Cidadão (MRC), Eraldo Lira. As famílias deixam o condomínio no fim da tarde do dia 12 de janeiro.

Nesta quarta-feira, Eraldo disse que na ocasião da ocupação em janeiro passado, a prefeitura teria dado um prazo de um mês para resolver asituação da comunidade. “Como nada foi feito, resolvemos voltar para cobrar uma posição”, disse.

O grupo foi recebido pelo secretário de Habitação, Carlos Ferreira Filho, e sua equipe. As 100 famílias ficaram de apresentar o restante do cadastro até o próximo dia 29, uma vez que apenas a metade havia entregue a documentação. Só então, a Secretaria de Habitação deverá organizar o cadastro das famílias que serão beneficiadas.

Fonte: Diário de Pernambuco

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com