Facebook       Twitter

Estado transfere R$ 9,292 milhões para setor de habitação

0

Recursos foram retirados da reserva de contingência do governo

O governo do Estado transferiu R$ 9,292 milhões para a Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab). O recurso saiu da reserva de contigência do Estado, com o objetivo de custear a construção de unidades habitacionais completas ou parciais e apoio à construção, infraestrutura urbana, comunitária e trabalho social. De acordo com decreto, publicado no Diário Oficial do Estado de ontem (15), o crédito suplementar é de R$ 9,971 milhões, sendo R$ 9,914 milhões destes retirados da reserva de contingência do Estado. Além da Agência de Habitação, também tiveram suplementação a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), que terá R$ 422,093 mil a mais para obras de intraestrutura e esgotamento sanitário. O restante foi destinado ao Fundo de Defesa e Reparação de Interesses Difusos e Lesados.

No ano passado, o governo do Estado anunciou a construção de 1,4 mil unidades habitacionais em Campo Grande, ação em parceria entre governos municipal e federal. Orçadas em R$ 138,2 milhões, as moradias deverão ser entregues até o primeiro semestre de 2020, conforme informações do governo do Estado.  O projeto mais avançado é o em execução no Jardim Inápolis, na região do Indubrasil. Com 66 apartamentos em construção a previsão de entrega é agosto deste ano. Os apartamentos  são divididos em quatro blocos, três com 20 unidades e um com seis. Cada moradia têm área privativa de 49,66 metros quadrados.

Já no Aero Rancho são 448 apartamentos em construção em dois residenciais, cada um com 46 metros quadrados – dois quartos, sala/cozinha e banheiro. A previsão de término da obra é fevereiro de 2020. As outras moradias estão distribuídas entre  Jardim Canguru (300), Portal das Laranjeiras (368) e Sírio Libanês (256).

Fonte: Correio do Estado

 

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com