Facebook       Twitter

Entregue segundo residencial com geração de energia solar fotovoltaica de Goiás

0

Residencial entregue em Alto Paraíso. Foto: Divulgação/ Diário de Goiás

Residencial entregue em Alto Paraíso. Foto: Divulgação/ Diário de Goiás

Distante 425 quilômetros de Goiânia, Alto Paraíso de Goiás, na Região Nordeste, recebe nesta quinta-feira (31) o segundo residencial de interesse social do Estado com sistemas de geração de energia solar fotovoltaica. Com a caravana do Goiás na Frente no município, o governador Marconi Perillo entrega 90 moradias distribuídas em dois residenciais, um no setor Novo Horizonte, com 40 unidades habitacionais, e o outro na Cidade Alta, com 50 unidades. Os residenciais foram construídos pela Agência Goiana de Habitação (Agehab), com recursos do Cheque Mais Moradia, em parceria com o governo federal, por meio dos programas Oferta Pública Sub-50/II e FGTS.

Pela programação da Prefeitura de Alto Paraíso, parceira da Agehab nos empreendimentos, o governador fará visita aos residenciais e em seguida a entrega oficial no Ginásio de Esportes, às 8 horas. O presidente da Agehab, Luiz Stival, destaca que o projeto Casa Solar tem chamado a atenção do governo federal, gestores da área de habitação de todo o País e também da imprensa especializada. “Goiás assume, mais uma vez, com a liderança do governador Marconi, a vanguarda na execução de uma política habitacional arrojada e inovadora. O Casa Solar representa mais uma iniciativa da Agehab, pioneira no País ao implantar, em escala, sistemas de geração de energia fotovoltaica nos empreendimentos que contam com parceria do Estado. Estamos promovendo inclusão social e tecnológica de famílias beneficiárias dos programas habitacionais”, salienta Stival.

Ele ressalta que o projeto recebeu este mês, em São Paulo, o Prêmio Selo de Mérito 2017 da Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação, o que reforça a posição de Goiás como referência para o Brasil. “O Prêmio foi entregue à equipe da Agehab durante o 64º  Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, a principal vitrine brasileira na abordagem das questões ligadas às políticas públicas de habitação”, acrescenta o presidente da Agehab.

A construção dos dois residenciais representa investimentos da ordem de R$ 2,8 milhões, dos quais mais de R$ 1,3 milhão do tesouro estadual, por meio do Cheque Mais Moradia. O governador vai também liberar recursos do Cheque Mais Moradia, modalidade Comunitário, para construção de duas praças sustentáveis no município, uma no distrito de São Jorge e outra no setor Cidade Alta. Os recursos, no valor de R$ 100 mil, são da primeira parcela, de um convênio de R$ 290 mil. O investimento do Governo de Goiás no projeto de instalação das placas fotovoltaicas em Alto Paraíso está na ordem de R$ 120 mil. São R$ 3 mil por unidade, com recursos do programa Cheque Mais Moradia. “Estamos quebrando um paradigma, provando que é possível adotar a tecnologia de geração de energia solar fotovoltaica a preços acessíveis”, acrescenta Luiz Stival.

Turismo e desenvolvimento sustentável – Localizado na região da Chapada dos Veadeiros, o município de Alto Paraíso é um dos mais importantes roteiros turísticos ecológicos de Goiás e do Brasil, conhecido pelas cachoeiras, belas paisagens e por iniciativas sustentáveis de entidades locais e governamentais. Para transformar a cidade em referência mundial em inovação e sustentabilidade, o governador Marconi Perillo lançou, em 2016, os 17 ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) da Organização das Nações Unidas (ONU) no município.

De forma geral, os 17 ODS pretendem equilibrar a qualidade de vida da população, acabando com a fome, desigualdade, desemprego e violência. Com a iniciativa lançada pelo governador, cada secretaria de governo se comprometeu a desenvolver ações práticas no município e o Projeto Casa Solar da Agehab atende às demandas da população quando integra sustentabilidade, economia, inovação e empregabilidade para os beneficiários nos projetos de moradia e equipamentos comunitários.

Geração de emprego e renda – Outra inovação que a Agehab traz com o projeto Casa Solar é a transferência de conhecimentos com a capacitação dos beneficiários durante o processo de instalação das placas fotovoltaicas. Todos os beneficiários que se interessam podem fazer o curso e receber certificado, gerando oportunidade de emprego e renda para as famílias. Este foi o caso do pintor de paredes Vanderly Moreira dos Santos, 36 anos, que passou pelo curso oferecido pela Agehab em Alto Paraíso, em junho último. “O curso foi excelente, com um instrutor muito bom”, observou, antes de completar: “Sem contar que aprendi na minha própria casa e na dos meus vizinhos”.

Irmão de uma das beneficiárias, o trabalhador da construção civil Júnior Moreira de Magalhães, de 35 anos, também participou da oficina de capacitação técnica em Alto Paraíso. Ele elogia a iniciativa do Governo de Goiás de ir além da entrega da casa e da preocupação ambiental com a instalação dos sistemas. “É muito positivo. A gente que está fazendo essas aulas aprende muita coisa. Até noções de segurança do trabalho, que posso levar para outros serviços, está sendo importante. A gente fica muito animado, porque é muito bom ter as duas coisas novas: a casa própria que estamos recebendo e ainda essa oportunidade de melhorar na profissão”, destacou Júnior.

Também em junho, o Governo de Goiás entregou o primeiro residencial com o projeto Casa Solar, em Pirenópolis. O Residencial Luciano Peixoto conta com 149 moradias dotadas de sistemas de geração de energia solar fotovoltaica. Depois de Alto Paraíso, os próximos municípios a receberem o projeto são Caçu e Palmeiras de Goiás. No total, serão beneficiadas nesta primeira fase do projeto 1.200 famílias. A economia gerada para as famílias na conta de luz varia de 40% a 70% em relação ao sistema convencional. Os sistemas são ligados à rede da Celg.

Fonte: Diário de Goiás 

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com