Facebook       Twitter

Caixa detalha pagamento do MCMV e lançamento de novos produtos

0

Foto: Divulgação/ Agência CBIC

Foto: Divulgação/ Agência CBIC

O superintendente nacional da Caixa Econômica Federal (CEF), Alexandre Cordeiro, levou para a segunda parte da reunião de acompanhamento do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) a posição de pagamento para contratos financiados com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), dados sobre o orçamento do FGTS para novas contratações em 2020 e novos produtos que a instituição vai oferecer para o setor. O encontro foi realizado nesta quinta-feira (13), em Brasília, pela Comissão de Habitação de Interesse Social (CHIS) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional). A primeira parte da reunião foi com representantes do Banco do Brasil.

Cordeiro destacou que essas reuniões têm sido muito úteis para entender melhor o negócio e trabalhar, da melhor forma, as demandas do setor. “Com esse diálogo temos conseguido avançar bastante em alguns pontos, em outros conseguimos entender melhor as demandas do segmento e manter uma conversa bastante franca com o setor”, frisou.

Ao debater sobre crédito imobiliário, Cordeiro avaliou que habitação de interesse social não é só mais sinônimo de Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). “Acho que temos que falar de outros fundings de maneira muito efetiva, como por exemplo, o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).”

Em relação ao SBPE, o superintendente apresentou as taxas que estão sendo trabalhadas, tanto para plano empresário quanto empréstimo à produção. Informou que o cálculo das taxas efetivas mínimas estará disponível por normativo, na semana seguinte, a partir da ferramenta matriz de pontuação.

Cordeiro ressaltou o posicionamento da CEF em voltar a ser mais competitiva no SBPE e informou que, na próxima quinta-feira, dia 20/2, a Caixa fará o lançamento de produto com prestação fixa e convidou todos para participarem desse momento, que será no Palácio do Planalto, às 10h30.

Sobre o Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) – faixa 1, o superintendente levou o relatório com do dia 10 de fevereiro:

O cenário político tende a ser favorável para a liberação de recursos para o MCMV, de acordo com Cordeiro “Temos expectativas que com essa troca de cargos, a interlocução melhore em relação a frequência dos pagamentos”.

Cordeiro apresentou aos membros da CHIS as seguintes informações sobre orçamento do FGTS alocado à Caixa:

Cordeiro anunciou a reformulação da área de varejo da Caixa, com a criação de uma superintendência executiva de habitação, apresentou mapa com a localização das agências de atendimento. Passos complementou que “avalia positivamente e acredita muito nessa iniciativa”.

Juliana, gestora do Portal das Construtoras, apresentou as novidades da ferramenta. “Nosso foco é buscar informações internas e ouvir demandas do setor para trabalhar em conjunto dentro do portal. Também precisamos sensibilizar mais construtores a utilizarem o sistema”.

Com relação às feiras de habitação da Caixa para 2020, foi informado que será usado o mesmo modelo usado em 2019, com ofertas de condições exclusivas no evento.

Confira a íntegra da apresentação da Caixa.

A reunião integra o projeto ‘Melhorias para o mercado imobiliário’ feita com a correalização do Senai Nacional. Na primeira parte, as pautas foram a possibilidade de retomada de crédito para financiamento à produção por parte do Banco do Brasil (BB), além de uma ferramenta ‘0800’ que permita a adesão pelas empresas, apresentada pela Wiz BPO.

Fonte: Agência CBIC

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com