Facebook       Twitter

Caixa apresenta nova diretoria de Habitação em reunião na CBIC

0

Foto: Divulgação/ CBIC

Foto: Divulgação/ CBIC

A Caixa Econômica Federal apresentou a nova equipe diretiva da área de Habitação nesta quinta-feira (11), em reunião da Comissão de Habitação de Interesse Social da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Participaram do encontro empresários, integrantes de entidades representativas, do agente nanceiro e do Banco do Brasil.

Jair Mahl continua como vice-presidente e Matheus Neves Sinibaldi assume como diretor – ambos presentes no encontro de hoje. O consultor da presidência da Caixa, Celso Alessandro, explicou que as mudanças seguiram avaliações técnicas. “Foi um processo meritocrático, com o objetivo de trazer oxigenação”, comentou.

Durante a reunião, também foi debatido o panorama do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). Mahl destacou as diculdades enfrentadas em relação aos pagamentos. Os recursos recebidos no ano para o primeiro bimestre equivalem a cerca de 70% do que foi realizado no mesmo período ano passado.

Mahl explicou que o principal motivo das diculdades é o contingenciamento dos recursos do Orçamento Geral da União (OGU) reservados para o programa, denido pelo governo no início do ano.

Para Mahl, as verbas insucientes têm impacto em todas o programa, mas se reetem mais gravemente na Faixa 1,5. “Vejo a sustentação da Faixa 1,5 como um grande desao, dado o volume do subsídio consumido, versus a escassa disponibilidade de recursos”, pontuou.

A Caixa informou também que está estudando melhorias nos produtos para o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo, e pediu contribuições do setor.

O vice-presidente da área de Habitação de Interesse Social da Indústria da Construção, Carlos Henrique Oliveira Passos, fez um balanço positivo da reunião. “A Caixa mostrou ter compromisso com a transparência dos recursos destinados aos programas, para que as empresas possam se programar, além da valorização do diálogo da nova diretoria com a CBIC”, resumiu.

Banco do Brasil aborda situação de obras paralisadas

Na parte da manhã, a reunião contou com apresentação de representantes do Banco do Brasil. Um dos assuntos tratados foi a atual situação das obras paralisadas no âmbito do SBPE e PMCMV. O agente nanceiro relatou que, após reunião realizada com especialista em obras paralisadas, houve formação de comissão de representantes dos empreendimentos para estudarem e enviarem proposta para retomada. O banco está aguardando essas propostas.

Também foram explicados os critérios adotados para a liberação de recursos em atraso do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), que seguirão a data do pedido para o agente operador. O Banco do Brasil fez os pagamentos correspondentes até o m de fevereiro e começará agora a pagar os do início de março.

O órgão informou que os correspondentes estão sendo avaliados para vericar quais são os melhores de cada região, e que não serão contratados novos no momento. Foi abordado, ainda, o novo escopo das Gerências de Regionais de Crédito Imobiliário (Gimob), cujo objetivo é apoiar a rede de agência em todo o negócio, desde o início, até a liquidação de todo o processo de concessão de crédito.

A reunião faz parte do projeto da CBIC “Continuidade e Melhoria dos Programas Habitacionais”, em correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

Fonte: CBIC

Share.

About Author

Leave A Reply

Powered by themekiller.com