Facebook       Twitter

224 famílias assinam contrato do MCMV no Centro Cultural Mestre Assis

0

Na quarta-feira, 9/3, 224 famílias de áreas de risco e baixa renda de Embu das Artes, deram mais um passo rumo ao sonho da casa própria. Os beneficiados foram convocados para a assinatura do contrato do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), do Governo Federal, com a Caixa Econômica Federal, no Centro Cultura Mestre Assis do Embu. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano é responsável pela elaboração do projeto arquitetônico e pelas intermediações com o Ministério das Cidades, com a Caixa Econômica Federal e com os movimentos de moradia da cidade.

As famílias selecionadas receberão até o fim de março, as chaves dos apartamentos de 48m² no Condomínio Parque das Chácaras 3 e 4. Abrindo caminho para o projeto de reurbanização da comunidade Dois Palitos, área de 45 mil m² em declive, entre as ruas Iraí e Erval Seco, que até 2014 contava com cerca de 800 domicílios precários e, hoje, já teve muitas das famílias removidas e encaminhadas para projetos de moradia popular.

O primeiro-passo para a reurbanização da comunidade Dois Palitos foi à entrega dos 112 apartamentos do Residencial Parque das Chácaras I, em janeiro de 2015 (relembre aqui). Com a entrega dos 224 apartamentos do Parque das Chácaras 3 e 4, a área ganhará espaço para o início da construção de 300 moradias populares no local, que tomarão o lugar dos antigos barracos de madeira.

Para o presidente da Pró-Habitação, João Honório, a ação é uma grande realização e reflete a verdadeira razão do trabalho público.

Laiane Gonçalvez Muniz Cerqueira (19) é casada com Junior Ferreira Santos (22) e mãe dos pequenos Wendel (3) e Eliezer (1). Mora em uma casa de apenas um cômodo na Dois Palitos, e torce para que a vida mude com o novo apartamento.

Carolina Cristina de Oliveira (21) mora em uma área de risco no Jardim Taima há três anos, desde que se casou com Thiago Bernardino (26). Graças ao MCMV, ela realizará o sonho de ter uma casa melhor e um cantinho para os filhos Arthur (3) e Heloísa (23 dias).

Prefeitura continua trabalhando para reduzir déficit habitacional

O trabalho para redução do déficit de moradia existe na cidade desde 2001, ano da regularização da estrutura administrativa da Pró-Habitação, e foi intensificado no governo Chico Brito que buscou recursos junto ao Governo Federal para viabilizar a urbanização de núcleos de favela e a construção de moradias por meio do programa Minha Casa Minha Vida. Nesse período, o sonho da casa própria já se realizou para centenas de famílias, e a meta é contemplar outras 4 mil, com moradia digna e de qualidade até 2016.

O prefeito Chico Brito vem viabilizando junto à Caixa Econômica Federal e os Movimentos de Moradia a aprovação de novas unidades em diversos pontos da cidade: o terreno da Fama, no Jardim São Luis (2 mil habitações), Roque Valente (1.200), Parque Luiza (800) e Américo Barbosa (800). Mais de 20 mil pessoas serão beneficiadas neste que é o maior investimento habitacional já realizado em Embu das Artes.

Fonte: Prefeitura de Embu das Artes

Share.

About Author

Leave A Reply

DEPOIMENTOS


  • perfil-sombra_318-40244
    LUIS ALVES

    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Curabitur mi mi, malesuada et urna aliquam, dapibus eleifend ligula. Pellentesque

  • image3
    NICOLE ALMEIDA

    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Curabitur mi mi, malesuada et urna aliquam, dapibus eleifend ligula. Pellentesque a venenatis ipsum.

  • persona19
    FLAVIO BARRETO

    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Curabitur mi mi, malesuada et urna aliquam, dapibus eleifend ligula. Pellentesque a venenatis ipsum.


Powered by themekiller.com